sábado, 19 de dezembro de 2015

Love yourself


Hoje venho partilhar uma reflexão com vocês.
Não é escrito por mim. Apenas foi algo que eu li no momento certo, e que me fez pensar bastante sobre algumas coisas que me andavam a incomodar há algum tempo.
O texto está em brasileiro, e permanecerá, uma vez que quero manter fiel a mensagem.





"Se você puser um sapo numa panela, enchê-la com água e a colocar no fogo, vai perceber uma coisa interessante: o sapo se ajusta à temperatura da água, e permanece lá dentro. E continuaria se ajustando, quanto mais subisse a temperatura. Quando a água estivesse perto do ponto de fervura, e o sapo tentasse saltar para fora, não conseguiria, porque estaria muito cansado devido aos ajustes que teve que fazer. Alguns diriam que o que matou o sapo foi a água fervendo.... o que o matou, na verdade, foi a sua incapacidade de decidir quando pular fora. 

Pare de se ajustar às pessoas erradas, relacionamentos abusivos, amizades parasíticas, trabalhos fim-de-carreira e tantas situações que vivem te "esquentando". Quando você já fez tudo o que pôde, e ainda tem que viver fazendo mais, você corre o risco de morrer tentando, e não alcançar nada.

Saia fora disso." Gilmour Ramos.


O ano está a acabar, e acho que é o momento ideal para deixar para trás tudo o que nos está a fazer mal, e entrar em 2016 com o "pé direito", com tudo aquilo que temos consciência que nos fará bem e será positivo no próximo ano. 


Não sou a favor de desistir à primeira tentativa, nem é isso que quero transmitir. Conhecem aquele ditado do "1 é bom, 3 é de mais"? É isso mesmo que eu penso. Devemos sempre lutar pelo que queremos, mas se essa luta nos começar a fazer mal, não vale a pena continuar a "bater com a cabeça na parede". 



Pára de por a felicidade dos outros na frente da tua. 


Pára de fazer o que os outros querem que tu faças. 


Pára de pensar no que a sociedade vai achar. 


Vive a tua vida. Sê feliz. 


Love yourself.
Copyright © 2014 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo