quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Valentine's day - Ideas

Provavelmente já estou um pouco em cima da hora para vos deixar este post.

Mas, por outro lado, se vocês são como eu, e deixam tudo para a última da hora, ainda andam às voltas a pensar no que irão dar à vossa cara metade.

Ou seja, se calhar não é assim tão tarde, haha.


Imagem via tumblr


Sou a favor de que uma boa prenda não tem de ser necessariamente cara e/ou de marca.

E, pessoalmente, prefiro que as pessoas criem a sua própria prenda, do que a comprem.

Além de ficar mais barato, o significado é diferente.

As ideias que vou deixar aqui, além de serem bastante simples, são feitas com materiais muito acessíveis.

Não precisam de "copiar" totalmente a ideia, podem sempre usar a vossa imaginação e dar o vosso próprio toque.






Caneca personalizada: Adoro! Além de adorar canecas (sabe-se lá porque), são super úteis e, personalizadas dão um toque muito mais "querido" e "fofinho". É uma boa opção ou não? Se gostam da ideia, vão a correr procurar. De certeza que encontram facilmente!

Key to my heart: Digam o que disseram esta ideia é giríssima! E fácil de fazer: é só arranjar uma caixinha (até podem ter aí por casa), um cartão (que pode ser recortado neste formato ou noutro que vocês prefiram), a chave e, por fim, é só escrever a mensagem.




A year of dates in a box: O objetivo desta ideia é reunir os momentos que marcaram a vossa relação. Pode ser "um ano", "um mês", "sete meses"... No fundo, o tempo de duração do vosso namoro.
Dentro da caixinha, podem por fotos vossas, ou podem mesmo escrever os momentos que, sem dúvida, irão marcar-vos sempre.

The adventures we've had in 2 years: Esta ideia é bastante parecida com a anterior, porém, o formato é diferente e, o mais lógico é usar apenas com fotos.



You mean the world to me: Sem dúvida, que esta foi a ideia que encontrei da qual gostei mais. Adoro molduras brancas. Adoro decoração com mapas. E adoro a ideia. Adoro. Adoro. Adoro. A moldura não tem de ser necessariamente em forma de coração, nem tem de ter o mapa. Pode ser com uma foto vossa e ter na mesma o pormenor da frase. 


****

Estas são as ideias das quais gostei mais, durante a pesquisa.

Que acham? Gostaram de alguma? 

(Imagens via Pinterest)

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Projeto - Cartas

Quem conhece "a rapariga do comboio" sabe o quanto eu adoro projetos. Até há quem me diga que "estou em todas", porque realmente eu preciso de entrar nestas coisas para poder ocupar os meus dias.

O projeto "cartas" consiste em escrever uma carta todos os meses do ano, cada uma delas, com um tema diferente. Serão sempre de reflexão pessoal. As cartas não terão um dia definido para ser publicadas, mas serão quase sempre a meio ou final do mês (a não ser que consiga concluí-las no início do mês).
A carta será escrita em papel, para que possa colocá-la em vários lugares, mas em vez de a digitalizar para publicar, escreverei de novo aqui.

Ahhhhhhh.... e como já estamos em Fevereiro, a carta de Janeiro será publicada neste mês também.


(Imagem via tumblr)


Os temas e os locais escolhidos são os seguintes:

Janeiro
Uma carta aos desfavorecidos.

Colocar num jardim de flores.

Fevereiro
Uma carta aos meus sonhos.

Deixar a carta num monumento.

Março
Uma carta de revolução.

Colocar a carta num banco de rua.

Abril
Uma carta para um desconhecido.

Colocar a carta numa casa desconhecida.

Maio
Uma carta para o meu “eu” do passado. 

Colocar num sítio feliz do meu passado.

Junho
Uma carta para a minha infância.

Deixar a carta no pátio da minha escola.

Julho
Uma carta à minha melhor amiga.

Enviar à minha melhor amiga.

Agosto
Uma carta ao meu ex.

Queimar.

Setembro
Uma carta para nunca ser enviada.

Colocar a carta numa garrafa e lançar ao mar.

Outubro
Uma carta de agradecimento.

Enviar a uma pessoa a quem eu tenha a agradecer.

Novembro
Uma carta de perdão.

Enviar a carta a uma pessoa a quem tenha de perdoar.

Dezembro
Uma carta de despedida.

Enviar a alguém que não entrará no novo ano a meu lado.



Este projeto foi criado pela Marina Rosatti do blog Garota Interior.
Tomei conhecimento da sua existência através do blog Charming Wiccan, que tomou a iniciativa de juntar ao projeto a ideia de colocar a carta em diferentes locais.


***

Que acham do projeto? Sintam-se livres para participar.
Se alguém já participou noutro ano, ou vai começar agora, deixe o seu link!

Beijinhos

domingo, 31 de janeiro de 2016

TAG: Liebster Award - Descobrindo Novos Blogues

Vi esta tag no blog da Tatiana (Em Busca de um Sentido) e como adoro estas coisas, decidi entrar.
Não se esqueçam de visitar também o blog dela, ok?

Vamos lá!

Regras:
- Escreve 11 fatos sobre ti.
- Responde às perguntas de quem te indicou.
- Indica de 11 a 20 blogs com menos de 200 seguidores.
- Faz 11 perguntas para quem indicares.
- Coloca a imagem que mostra o selo Liebster Awards.
- Link de quem te indicou.





Factos sobre mim:

1. Sou do tipo de pessoa que planeia os dias para não se esquecer de fazer nada, mas que acaba por nunca cumprir o que planeou.
2. Andei num curso de Ciências e Tecnologias, mas profissionalmente sempre quis Serviço Social (Línguas e Humanidades, portanto).
3. Sou muito frontal e digo tudo o que me vêm à cabeça, o que acaba por ser bom e mau. 
4. Todos os dias fotografo o céu ou as árvores. É como se fosse uma necessidade.
5. Sempre que vejo vídeos de cães, choro. (how stupid is that?)
6. Adoro cantar, e tenho sérias dúvidas no jeito que tenho para isso.
7. Só tenho uma certeza na vida: serei sempre fiel ao amor que tenho pelo Benfica.
8. Acordo sempre de mau humor. O que pode mudar ao longo do dia, ou não.
9. Por muito que adore ir à praia, por mim poderia ser Inverno o ano todo.
10. Sou muito ambiciosa. O que é um defeito, porque se não cumpro, fico desiludida comigo própria.
11. Estou sempre a comprar livros. Consequência disso, é ter muitos acumulados e por ler.


Perguntas da Tatiana:

1. Onde te imaginas daqui a 20 anos?
Espero estar casada e com 2 filhos. Profissionalmente, quero muito mesmo exercer (não faria sentido querer o contrário, andando na universidade, né?). O mais importante é que espero continuar a viver em Portugal. Não quero, por nada, ter de emigrar.

2. Quais são os teus sonhos mais absurdos?
Sendo absurdos ou não, continuam a ser sonhos, e como tudo é possível ... sonho em trabalhar na ONU, participar em ações de voluntariado em países sub desenvolvidos e, ter o meu projeto.

3. Não conseguias viver sem... (Diz 3 coisas)
Música, livros e... família/amigos. (vamos fazer de conta que isto só engloba uma coisa!)

4. Se tivesses que escolher algo para comer o resto da tua vida, todos os dias, o que seria? Porquê?
Isto é difícil, porque tudo enjoa. Mas talvez batatas cozidas com atum, ovo e cenoura. Apesar de não ser o meu comer preferido, eu farto-me de comer carne muito facilmente. E este comer tem tudo o que eu adoro.

5. Preferes o livro ou o filme? Porquê?
Bem, é assim: se existir um filme do livro, eu prefiro o livro. Mas adoro filmes, desde que estes não tenham livros. Perceberam? Haha.

6. O que te levou a escrever um blog?
Este blog é a minha terceira tentativa de entrar neste mundo. E porra, desta vez não desisto. O meu maior motivo é talvez sentir necessidade de ter um espaço meu na Internet.

7. Consegues imaginar-te sem fazeres parte da blogosfera? Porquê?
Às vezes penso que se não tivesse o meu blog, não mudava nada na minha vida. Mas isso é mentira, porque mesmo que eu esteja muito tempo sem postar, todos os dias abro a plataforma e vejo o que vocês andam a escrever (e acabo por abrir sempre a minha página, óbvio).

8. Qual é o significado por detrás do nome do teu blog?
O nome do meu blog surgiu de um livro, no entanto, o significado é totalmente diferente. Um dia escreverei sobre isso.

9. Diz 3 coisas que retiravas da blogosfera.
Pessoas que querem fama, plágio e temas sem interesse.

10. Deixa um conselho para todos os que querem muito criar um blog, mas nunca tiveram coragem.
Não liguem ao mundo que está à vossa volta. Se querem isto, lutem e dediquem-se para entrar na blogosfera. Tenho a certeza que vão adorar.

11. Se pudesses publicar um livro, qual seria o assunto?
Provavelmente seria mais um romance absurdo, como tantos outros. Mas o que interessa é que seria o meu livro, não é? Todos eles são importantes, todos eles fazem falta. Nem que seja apenas ao seu autor.

Blogs que vou indicar:

E as perguntas são:

1. Há alguma coisa que tenhas medo de não conseguir realizar? O quê?
2. Qual é a melhor coisa que te poderia acontecer este ano?
3. Qual é o teu maior sonho e em que altura da tua vida pretendes realizá-lo?
4. Que tema consideras o mais difícil de falar/desenvolver? Porquê?
5. Criaste o blog com algum objetivo definido? Qual?
6. O que te leva a seguir um blog? E o que te leva a não segui-lo?
7. Quais são as 5 piores sensações para ti (/coisas más)?
8. O que mudarias no mundo? Já fazes alguma coisa por isso?
9. Se pudesses escolher uma profissão sem olhar a notas, ordenados, saídas e a outros aspetos, qual seria?
10. Qual é o significado do nome do teu blog?
11. Que tipo de publicações gostas mais de ler? E de escrever?


****

Aqui estão as minhas perguntas. Deixem o link das vossas respostas nos comentários! :D
Se alguém que não foi nomeado quiser responder, não hesite em fazê-lo e deixar o link!

Beijinhos!




sábado, 9 de janeiro de 2016

101 em 1001 - #1




























Este é o primeiro post de uma sucessão que decidi fazer. 
A cada 10 desejos realizados, escrevo um post a contar-vos como tudo foi.


Para quem não sabe de que isto se trata, é simples: tenho de conseguir concretizar 101 desejos escolhidos por mim, durante 1001 dias.
Para saberem mais, podem ver o post sobre isso aqui, quem sabe se não ficam com vontade de fazer também!!


1. Entrar na universidade - Sempre foi o que mais quis na vida, porém também sempre foi o que tive mais medo de não conseguir concretizar. Não pelas notas, mas sim por questões monetárias e também um pouco por ter medo de ir para longe de casa sozinha. O que interessa é que consegui, entrei na primeira opção, e no curso que sempre quis: serviço social. O que significa que daqui a uns anitos sou assistente social. Proud of myself.

2. Trabalhar no verão - E foi graças a ter arranjado um emprego, que tive dinheiro suficiente para entrar na universidade. Não foi o primeiro ano que trabalhei, mas posso dizer que este ano foi mais duro em relação aos tipos de trabalho. Trabalhava durante a semana numa fábrica, e aos fins-de-semana num hotel (horrível). Fisicamente duro, mas psicologicamente saudável. (assim assim, vá).

3. Concluir o curso de catequista - Quando conclui o 12º ano de catequese fiquei um pouco triste porque não queria afastar-me da Igreja. Contudo, arranjei logo uma solução: dar catequese. Durante um ano fui catequista do 4º ano e, ironicamente, só passado 1 ano é que abriram o curso, e eu entrei. Como já tinha um pouco de experiência foi fácil, mas aprendi muito mais, o que é sempre bom.

4. Enviar a ficha de inscrição de voluntariado para o Banco Alimentar - Eu sei que isto parece simples, e o problema não é a inscrição. Mas sim, comprometermo-nos com uma coisa para o qual não sabemos se iremos ter tempo para assumir o compromisso. Mas como só não temos tempo para o que não queremos realmente, inscrevi-me e já fiz voluntariado. Uma experiência a repetir, que aconselho a todos.

5. Fazer um corte radical no cabelo - Ok! Vocês devem pensar que fiz uma maluqueira ao cabelo, que o rapei de lado, or something, mas não foi tão mau. Simplesmente cortei-o pelos ombros. E sim, isto para mim já é radical, porque eu adorava o meu cabelo super comprido.

6. Ver o Diogo Piçarra ao vivo - Eu adoro o Diogo, e era impossível eu passar sem o ver. Tive a possibilidade de ir a um concerto, e acreditem que aproveitei da melhor forma, da primeira fila

7. Aprender a fazer tranças - Finalmente apanhei-lhe o jeito, mas por enquanto, só me safo nas tranças simples.

8. Ver um filme do harry potter - Confesso que este tipo de filmes nunca me chamou a atenção, mas como no Natal deu na televisão, decidi ver. E, bem....adorei. Ao início não achei nada de especial, mas quando chegou ao fim só pensava em ver os próximos. (risos)

9. Ir ao médico para tratar do meu ombro - Já há uns 5 anos que tenho uma lesão no ombro, desde que jogava basket. Na altura andei na fisioterapia, mas quando me obrigaram a desistir, abandonei tudo. E a lesão continuou lá, e foi sempre a aumentar o grau de dores. Finalmente decidi que não conseguia aguentar mais as dores, mas já fui tarde, porque a lesão que eu tenho não vai curar. Alivia mas não cura. (é como o álcool, haha. Estou a brincar gente!!!)

10. Ir votar - Sobre isto só tenho uma coisa a dizer: é uma vergonha os merdas dos nossos "governantes" irem contra a vontade do povo. Palmas para a "democracia" em Portugal. (ironic)


***


Que acham deste projeto? Já conheciam? 
Se já entraram neste desafio, deixem nos comentários os vossos links para eu ver!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Metas para 2016


Penso que ainda não venho tarde para desejar o todos um feliz ano 2016, repleto de saúde, felicidade e de todas as vossas metas realizadas. Ahh, e de muitos posts bem sucedidos!! 

Ao longo dos últimos dias tenho ouvido várias pessoas falar em "desejos para  2016", "metas para 2016", "2016 goals". Inicialmente pensei em fazer também uma lista  dos meus desejos, daquilo que quero que se concretize, daquilo a que mais me tenho de dedicar. No dia 31, quando ia começar a apontar tudo numa folha surgiu-me um medo incompreensível. Medo de voltar a cair em rotina, e chegar ao fim de mais um ano e não ter realizado nada do que queria. Medo de me comprometer, e não conseguir realizar. Medo de me desiludir. 

Mas hoje, acordei e resolvi seguir para a frente, resolvi sentar-me na secretária e escrever aquilo que quero que aconteça, aquilo que não vou deixar o medo destruir.

And here I am!

E os meus objetivos são........



















Manter o blog mais ativo


Apesar de 2015 ter sido o primeiro ano do blog, em que ainda estava a aprender a trabalhar nesta plataforma e a aprender a como fazer isto funcionar, não tive muito tempo, ou melhor, não soube organizar o meu tempo de forma a poder escrever mais posts, a divulgar mais o meu trabalho e etc.

Contudo, isto em 2016 tem de mudar! E vai mudar, ou eu não me chamo Joana Calisto! (rsrs)
Para que isto aconteça já elaborei (mais ou menos) um plano ("blog planner"), onde só me falta preencher com os posts que quero fazer, dias, temas, entre outros.

Ou seja, está tudo encaminhado para que corra bem! 


Ler mais


Até tenho vergonha de dizer que este ano mal peguei em livros, porque sou uma pessoa que lê bastante, mesmo. E sinto que este ano não fui a pessoa que sou. Durante todo o ano li uns 3/4 livros, se tanto, tipo...como assim? 12 meses e li o que em 2014 lia por mês?

O "pior" é que comprei todos os livros que queria, mas e tempo para pegar neles? Nem lhes toquei. Estão aqui na estante à espera que eu volte a mim, e os comece a devorar.


Não deixar tudo para a última da hora


Sim! Isto é, sem dúvida, o que mais me irrita em mim. Eu sou péssima a organizar o tempo. Sou péssima a cumprir com aquilo que prometo a mim própria. Sou péssima em ter as coisas prontas muito tempo antes de elas terem, obrigatoriamente, de estar concluídas. E não me refiro a trabalhos escolares, pelo menos, não só. Refiro-me também a pagamento de contas, por exemplo. Acreditem, que os trabalhos que envio são sempre na última hora do dia em que têm de ser entregues, e com as contas acontece o mesmo. Já enviei documentos às 23:59, e a sensação de andar sempre a correr contra o tempo, é horrível.

Não é por acaso que sou portuguesa, ahahah!!



***



Estas são as três principais metas que espero atingir durante este novo ano, que chegou tão rápido.
E vocês? O que esperam de 2016? Já definiram as vossas metas e desejos?






Copyright © 2014 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo